sábado, 17 de março de 2012

A usura que nos compõe a todos e a qual mal podemos evitar.


=

A usura que nos compõe a todos e a qual mal podemos evitar. Somos usurários do tempo e do amor. Porque cobramos do tempo poder e do amor felicidade. Tremendas ilusões que trazem pesar, pois é assim que seguimos nos enganando frente ao soar frenético do sino que a todo momento nos alerta sobre os verdadeiros sabores por trás do qual está o banquete da realidade.

Seres frugais e descordenados ao pensar serem deuses quando em verdade os próprios deuses não se preocupam com questões de hierarquia.

Os caminhos são sempre os mesmos. Nunca iguais. Não porque em sua essência a matéria não se altere, pois que se altera de qualquer forma, mas porque o caminho não é o fim em si, o fim está em sua transposição deixando que a realidade nos abduza e que a ignorância seja esquecida nos porões da mente.

Viver é um meio tendo por significado a alquimia dos acontecimentos. Deus é um pretexto mal utilizado pelos praticantes do ócio intelectual, ora como verdugo, ora como oferenda.

Uma vida sem intempéries é moribunda. Somente o maldito deseja o caminho da inércia e da exatidão. Transcorre que continuamos a acreditar que precisamos do tempo para nossa transformação quando verdadeiramente estamos fadados ao não ser, ao estar, até quando assim a nossa natureza humana o deseje.

Autora: Dede Rossi.

Retirado na íntegra do seu blog "Imaginalismo". 

 

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Bom texto.

"Uma vida sem intempéries é moribunda. Somente o maldito deseja o caminho da inércia e da exatidão"

Não há caminhos sem erros de percurso...

Tiago Rodrigues Carvalho disse...

Ja leu "A interpretação dos Sonhos" de Freud??? Eu li a pouco mais de um ano e achei extremamente interessante a explicação racional sobre um tema tão sufocado pelas crenças religiosas. Um livro fundamental na minha biblioteca.

Radige Hanna disse...

Tiago, eu tenho a coleção completa de Freud mas ando tão ocupada que não tive tempo ainda de ler nenhum destes livros... Já ouvi falar muito bem do "A interpretação dos sonhos".

Tiago Rodrigues Carvalho disse...

Depois de ler a teoria de Freud no "Interpretação dos Sonhos" eu comecei a tentar interpretar os meus e posso dizer que consegui resultados impressionantes. Demorou um pouco até que eu conseguisse entender o significado das imagens dos meus sonhos, mas valeu a pena o esforço!! Quanto ao tempo para ler as obras esse é mesmo um grande obstaculo para quem gosta de leitura (que algumas pessoas consideram um passatempo inutil). Como diria Schopenhauer seria bom se quando comprássemos o livro agente pudesse comprar também o tempo para ler eles.