segunda-feira, 25 de julho de 2011

Escapar da miséria psíquica.


Estou terminando de ler um livro que de início não gostei, mas à medida que fui lendo e entendendo-o melhor passei a gostar mais e mais.
Ele me fez pensar até que ponto a crença não está enraizada em cada um de nós e não só de forma religiosa como também nas ciências, na tecnologia e até na economia.
O legal, e que eu sempre faço, é grifar os trechos que foram, para mim, os melhores e mais interessantes e depois divulgá-los por aí.


Este texto aqui em baixo é bem esclarecedor para aquelas pessoas que ainda não perceberam que uma mudança se faz necessária e que para havê-la é necessário uma força motora que engatará a primeira marcha!

"O que se requer é uma nova criação imaginária, de uma importância sem precedentes no passado, uma criação que ponha no centro da vida humana outras significações, e não apenas a expansão da produção e do consumo, que proponha objetivos de vida diferentes, e que possam ser reconhecidos pelos seres humanos como valendo a pena. [...] É essa enorme dificuldade que temos de enfrentar. Deveríamos querer uma sociedade na qual os valores econômicos deixassem de ser centrais, ou únicos, em que a economia fosse recolocada em seu lugar, como simples meio de vida humana e não como seu fim último, uma sociedade na qual se renunciasse a essa corrida alucinada em direção a um consumo cada vez maior. Isso é necessário não só para evitar a destruição definitiva do meio ambiente terrestre, mas também, e sobretudo, para escapar da miséria psíquica e moral dos homens e mulheres contemporâneos."


Cornelius Castoriadis, La Montée de l'insignifiance, 
Seuil, 1996, p. 96.
Edição brasileira: A ascensão da insignificância. 
São Paulo: Paz e Terra, 2002.


Livro ao qual fiz referência: 
A força da convicção - Jean-Claude Guillebaud.


RH.

3 comentários:

A verdade Revoluçiona disse...

boas palavras linda consiençia afinal linda musica de mozar bjs

Radige Hanna disse...

obrigada, achei a música de Mozart bem pertinente ao clima que quero transmitir na consciência de quem lê meus posts :)

Le Gall : Décrypter Le Système Pyramidall disse...

Merci Hanna. Avec le français etl' italien je comprends les 3/4 mais tu devrais rajouter un traducteur. Bises.