domingo, 10 de julho de 2011

Divagações


As palavras criam vida em meus pensamentos.
Cuidadosamente eu as meço, peso e verifico se o nível de sentimentos que transmitem é adequado à situação.
Até o momento existe um ideal. 

- uma vontade não realizável que preciso expressar -
Mas o ponto de referência para as idéias que me veem é instável,
sei que do mesmo modo que surgem elas se vão...

Palavras!
Não são nada mais que um dos meios de alcançar o que se quer.

Mas o que quero?
Sabe, para você não existe um "eu" e sim 
o que você se permite perceber do que eu me permito te mostrar.

A realidade é subjetiva, 
o que digo hoje já contradiz o que disse 
ou talvez contradiga o que direi... 
mas o que importa?

Eu sou um lampejo de pensamento,
e o que quero é uma luz de inteligência 
em meio as trevas da ignorância.


AUTORA: RADIGE HANNA.
OBS: Peço a qualquer pessoa que goste de minha mensagem e que queira mostrá-la a alguém o favor de NÃO PLAGIAR.



Nenhum comentário: