sábado, 28 de maio de 2011

Éticas Deontológicas e Teleológicas.

A Ética Deontológica valoriza a intenção da ação, independentemente das consequências.
Uma ação é boa se a intenção (razão ou motivo) for bom e se ela for universal (será universal se o que decidirmos for bom para nós próprios e para todas as outras pessoas).
Kant defende que devemos agir em relação às pessoas como um fim e nunca como um meio, que nunca devemos usá-las em nosso benefício.
Ela é uma ética formal pois não mostra normas concretas de conduta, mas nos indica como devemos agir com os outros.

A Ética Teleológica é consequencialista, para ela uma boa ação é medida pelas suas consequências, sendo o fim do homem a felicidade.
O mais importante não é saber se a intenção é boa mas sim se teve boas consequências.
Ela é uma ética concreta pois te diz como se deve atingir a felicidade.

Segundo Aristóteles todo homem busca a virtude e a felicidade e estas só podem ser alcançadas através do equilíbrio, pois o excesso e a falta são considerados vícios que conduzem a um fim contrário à natureza humana.

Retirado do livro:
- Ética a nicômaco. Aristóteles.
Martin Claret, 1ª edição.
ISBN: 8572324305
- Kant. Tradução: Cassiano Terra Rodrigues.
Idéias & Letras, 1ª edição.
ISBN: 9788576980308


RH.

2 comentários:

thekingpin68 disse...

'Kant defends that we must act in relation to the people as an end and never as a way, that never we must use them in our benefit.'

I had to study Kant for my PhD (and discussed on the blog), and this idea rings a bell. I am not as familiar with Aristotle but of course his name comes up very often.

Happy Weekend, Radige.:)

Radige Hanna disse...

Glad my post helped you!

Hug.