quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Pescadora de amizades


Em um breve momento
Descobri em mim algo diferente.
Eu acredito essa ser a resposta
de uma série de inquisições, ao qual
agora digo com alegria o porque de certas inquietações.

A amizade é um prato fino
ao qual prefiro desfrutar em pequenas partes.
Tem pessoas que discordaram,
Essas preferem cultivar
mas a essas emito um alerta:
Uma praga pode surgir e com tudo acabar.
Mas esse não será meu mal,
pois de cada amizade que pesco
colho um pouco de história
e tempero com alegria - o tempero mágico da vida!

Mas enfim digo, sem nenhum pesar:

Eis que sou uma pescadora
E o mundo é o meu mar.


Autora: Radige Hanna.
OBS: Peço a qualquer pessoa que goste de meu poema e que queira mostrá-lo a alguém o favor de NÃO PLAGIAR.